PublividaNOTÍCIAS

25 fevereiro 2013

70% dos casos de câncer de bexiga estão ligados ao cigarro

Levantamento em São Paulo com 2.500 pacientes apontou esse número.

Probabilidade da doença aumenta em até 60% se mulher fumar mais de um maço por dia durante dez anos, indica pesquisa

Probabilidade da doença aumenta em até 60% se mulher fumar mais de um maço por dia durante dez anos, indica pesquisa Imagem Google

Já estamos cansados de escutar que o cigarro aumenta o risco de várias doenças, principalmente o câncer. Em um levantamento feito pelo Instituto do Câncer de São Paulo, constatou-se que o tabagismo também é um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento do câncer de bexiga. De acordo com o estudo, feito com 2.500 pessoas operadas do tumor entre 2009 e 2012, um em cada sete pacientes era fumante ou havia sido em algum momento da vida.

As substâncias do cigarro, a combustão e a fumaça causam um processo irritativo no sistema urinário e, em longo prazo, essas alterações podem se transformar em um tumor maligno. Depois do tabagismo, produtos químicos como tinturas de cabelo e tintas em geral, tecidos, borracha, petróleo e derivados, são outros fatores de risco para o câncer na bexiga.

Segundo o coordenador do serviço de urologia do Icesp, Marcos Dall’Oglio, pessoas que trabalham com esses compostos por mais de dez anos seguidos, inalando-os ou tendo contato direto na pele, apresentam maior probabilidade de desenvolver a doença nos rins, nos ureteres (canais que transportam a urina entre os rins e a bexiga) e na bexiga.

Dessa forma, é preciso ter o máximo de cuidado possível com o manuseio desses produtos. Use máscaras e luvas, beba bastante água e faça xixi regularmente para lavar o aparelho urinário.

Fonte: Blog do Câncer.

Comentários

siga o @capec_publivida

Programe-se

Confira os próximos eventos e as datas importantes em nosso calendário.

DSTQQSS
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Ver todos »